Seja bem-vindo. Espero que goste!

Não Resisto A Nós Dois


♪ Músicas online grátis! Acesse: www.powermusics.com

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Capítulo 2

Não Resisto A Nós Dois – Capítulo 2
– Nova Vida –

Depois de alguns minutos, quase uma hora, finalmente chegaram a seu destino.
Era um prédio popular. Um tanto quanto podre. Tinham cinco andares.
- Ouça bem, garota. Você vai ir quietinha, sem chorar, nem demonstrar nenhum medo. Se você nos denunciar, eu acabo com a sua raça, entendeu¿ - perguntou o loiro assustadoramente e ela assentiu tremendo. Ele pegou sua mão e a abraçou falsamente.
- Olá, Sr. Efron, é sua namorada¿ - perguntou o porteiro
- Oh, sim, John. Essa é a Vanessa, minha namorada, não é mesmo, amor¿ - perguntou falso a olhando sugestiva e assustadoramente.
- E-é-é – gaguejou um pouco
- Oh, muito prazer, Srta. – falou o porteiro sorrindo
- Agora nós vamos subir. Ela vai passar um tempo aqui – disse Zachary com um meio sorriso sarcástico
- Certo. – falou John
Vanessa e Zachary subiram as escadas do prédio até o terceiro andar. Ao entrarem no apartamento 120, Vanessa desmoronou no chão, chorando copiosamente.
Zachary a pegou pelo braço e a levantou rudemente.
- Pare de chorar! – exclamou grunhindo raivoso – Venha! – a guiou até um quarto no fim do corredor.
Era horrível, não tinha janelas nem nenhuma brecha de ar, tinha uma cama velha e desarrumada ali, travesseiros espalhados pelo chão, juntamente com os lençóis, uma cadeira de madeira ao canto da parede, um guarda-roupa antigo de madeira ao outro lado do quarto.
- Comprei umas roupas pra você usar. Espero que sirva, mas se não sevir, tanto faz. Volto com seu jantar. É bom ficar bem quietinha. O banheiro é na porta ao lado, me avise quando for tomar banho. E deixe a porta aberta. Não quero surpresas, Vanessa, porque caso tenha pelo menos uma mísera surpresinha idiota e sem noção, você vai pagar caro. – falou ameaçadoramente e ela assentiu tremendo – Vou estar na sala, querida Hudgens – riu ironicamente e saiu do quarto, se é que aquilo era considerado um quarto.
Então ela entendeu. Hudgens! Seu pai! Era isso que ele queria atingir. Ou queria dinheiro. Estaria esse homem fazendo isso por vontade própria¿ O que ele pretendia, no final das contas¿ Se perguntava Vanessa. Seus belos olhos negros como a noite agora estavam ainda mais brilhantes que o normal devido as lágrimas acumuladas ali. Naquele instante tudo que ela desejava antes de dissipou e agora apenas queria sair dali... E viva! Pois se morresse, sua família e amigos sofreriam, e isso era o que ela menos queria no momento.
Ela encostou na parede e foi escorregando até cair sentada ao chão.
E depois chorou, chorou até não poder mais. Depois de já não ter mais lágrimas, se levantou e foi até a sala respirando fundo.
- E-eu... vou tomar... banho – falou hesitante e ele riu
- Certo, mas deixe a porta aberta, já tem uma toalha no banheiro. Vá logo! – ela assentiu e se direcionou ao banheiro, deixando a porta semi-aberta e tirando suas roupas.
Na sala, Zachary passava os canais entediosamente, quando – estranha e misteriosamente – sentia uma vontade inumana de ir “espionar” o que estava havendo no banheiro. Riu consigo mesmo e foi até a porta do mesmo, olhando pela brecha deixada por Vanessa.
Olhou e viu uma cena que fez seu membro ficar “duro”. A morena estava tirando suas roupas vagarosamente, deixando o vestido cair escorregando por todo o rosto, deixando a mostra seus maravilhosos seios redondos e fartos e seu corpo escultural, sem nenhuma gordurinha fora do lugar, e um quadril perfeito. A próxima peça tirada foi sua pela íntima, deixando a mostra sua intimidade. Zachary saiu dali atordoado antes que entrasse naquele banheiro e a possuísse ali mesmo.
Voltou a sala e sentou no sofá, passando as mãos pelos cabelos nervosamente. Wow! Ela era... espetacular!
Fechou os olhos e encostou a cabeça no sofá.
- Oi – escutou uma voz de sinos falar e levantou a cabeça, abrindo os olhos, para ver Vanessa parada em sua frente com a roupa que separara.
Era um shortinho jeans, uma camisa roxa e um chinelo branco. Estava linda. O que¿ Ai meu Deus! Não devia nem podia estar tendo esse tipo de pensamentos... Ela era sua sequestrada, ora essa! Sua inimiga!
Balançou a cabeça tentando dispersar esses pensamentos idiotas de sua mente.
- Oi – respondeu a encarando
- Q-qual... Qual é seu nome¿ - perguntou Vanessa o olhando também
- Zachary Efron – a puxou para sentar-se no sofá – Me chame de Zac – falou confuso consigo mesmo.
- Olha, não vou te chamar pelo apelido! Não somos amigos! Não somos nem conhecidos! Você é meu sequestrador, eu sou a sequestrada. Olha só, o que você quer, hein¿ Eu preciso da minha família! Eu estou com medo, assustada, ok¿ E você... – começou Vanessa, tendo um ataque de nervosismo com tudo que estava acontecendo
- Cala a sua boca! – gritou a segurando fortemente pelos pulsos, os olhos da morena estavam cheios de lágrimas, o que estranhamente fez com que seu coração se apertasse
Ela começou a se debater, e a bater no rosto de Zac, gritando. Ele se irritou de uma vez e a jogou no chão, indo para cima dela e a amordaçando com um pano que havia no sofá.
- Presta atenção, sua nogenta! Você vai ficar quieta! Se não for por bem, vai por mal – a jogou numa cadeira e pegou umas cordas, a amarrando toda, prendendo-a na cadeira.
Ela murmurava algumas coisas que não dava para entender por causa do pano. As lágrimas grossas escorriam por seu rosto. Ela estava desesperada. Se sentia mal. Com vontade de... vomitar. Era um lugar nogento demais. Um homem nogento demais! As lágrimas eram interminaveis. Era impossível pará-las. Cada célula de seu ser estava tomada pelo desespero. O desespero de não saber o que ia acontecer. O desespero que sua família deveria estaria passando nesse momento. O desespero de não saber por quanto tempo vai continuar bem... e viva.
E o que mais a desesperava era que sabia que teria que ficar ali por tempo até então indeterminado, então teria que se acostumar com essa nova vida.
--*--
Esse foi meio quente, néh? Uhuuuu! kkkkkkkkkkkkkkkkkk. Desculpem a demora, espero que gostem!!!
Até o próximo!

5 comentários:

  1. meio quente foi demais kkkkkk
    amei bruh ficou top!
    ii tô começando a ver que o Zac não é
    tão mal assim amei o cap posta logo bjs

    ResponderExcluir
  2. Não sei, mas aparece que vai ser mais fácil nascer amor do lado dele, e que ainda de certa maneira vai ter que a conquistar. Cap.muito bom

    ResponderExcluir
  3. tadinha da Van
    cap perfeito
    posta logo, beijos

    ResponderExcluir
  4. AMEI O CAP
    Leitora nova**
    Posta logo
    To amando a fic
    Kiss

    ResponderExcluir
  5. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    Amei os primeiros caps!
    Essa fic promete!
    Amei amei amei
    Posta logo
    Bjos sweet B!

    ResponderExcluir

Oi, você já está aqui mesmo, então o que que custa comentar pra me dizer se gostou ou não? Let's go, baby!

Ocorreu um erro neste gadget