Seja bem-vindo. Espero que goste!

Não Resisto A Nós Dois


♪ Músicas online grátis! Acesse: www.powermusics.com

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Capítulo 5

Não Resisto a Nós Dois – Capítulo 5
– Sentimentos –


Os dias se passaram e a relação entre Zac e Vanessa estava mil vezes melhor.
Eles já conversavam normalmente, embora ainda haja uma certa tensão, é claro.
Vanessa não tivera mais pesadelos, ela agora dormia no mesmo quarto que Zac, num colchão ao lado da cama, e se sentia mais protegida assim.
As lágrimas já não eram mais necessárias. Demi estava viajando e voltaria em uma semana e meio.
Mas um novo sentimento aflorava em ambos os corações. Um sentimento bom, confuso, e que nenhum dos dois sabia o que era. Mas era estranho e... doía um pouco.
Mas Zac sabia que o dia estava se aproximando e que em breve Vanessa teria de ir embora. E isso o deixava... desesperadamente louco.
Já era noite, e Vanessa estava no banho, quando Zac recebeu um telefonema.

- Olá Zachary...
- Oh! Olá senhor.
- Como vai nossa missão, Zachary¿
- Ótima, senhor.
- Oh, que belíssima notícia. E nossa hóspede¿ - riu
- Está bem. Ela está tomando banho agora.
- Certo. Diga-lhe que estou louco para vê-la no banho – gargalhou e Zac fechou ainda mais a expressão.
- Direi, senhor.
- Até mais, Zachary. E lembre-se, daqui a uma semana, no aeroporto. Às 20hs da sexta feira que vem. Não se atrase. E, só para constar, não vá para área do check-in. Vista-se como empresário e faça nossa bela Vanessa fingir ser sua mulher, e me encontre no primeiro andar, logo após a escada volante. Estarei vestido casualmente, com uma calsa jeans, uma camisa pólo azul marinho e um all star.
- Certo, senhor.
- Até mais, Zachary.
- Até breve.

Zac pendeu sua cabeça para trás, colocando as mãos na cabeça e puxando os cabelos loiros nervosamente.
- Era ele, não era¿ - perguntara uma voz chorosa muito conhecida atrás de si.
Vanessa estava ali. E, provavelmente, tinha ouvido a conversa.
- Sim.
- E ele marcou onde vai nos encontrar¿
- Sim.
Mas quando ele virou-se, não esperava encontrar o que encontrou.
Vanessa estava de toalha. Os escuros cabelos molhados caiam por sua cintura, suas curvas destacadas pela toalha preta que usava, seus belissimos olhos negros brilhando pelas lágrimas, a água escorrengo por seu pescoço até chegar a seus... seios.
Zac engoliu em seco, desviando seu olhar para outra parte do apartamento.
- E quando é¿ - perguntou Vanessa
- Quando é o que¿ - perguntou Zac batendo nervosamente os pés
- Quando é que ele vai nos encontrar, Zac.
- Sexta-feira que vem.
- Hmm... Zac, minhas roupas estão sujas, e você não a levou para a lavanderia na segunda, como prometera, então... pode me emprestar alguma roupa sua¿
- Claro. Espere aí. – disse Zac levantando e indo em direção ao quarto, mas quando passou por Vanessa e sentiu seu aroma de morangos, não se controlou, puxou-a pela cintura e a prensou na parede, beijando ardentemente.
Suas línguas dançavam em sincronia, enquanto Vanessa, atordoada, se rendia ao beijo. Quando o beijo finalizou, olharam-se nos olhos. Seus corações estavam disparados, suas respirações irregulares, e seus olhos misturados.
Zac ainda estava com as mãos na cintura de Vanessa, quando ela envolveu seu pescoço com os braços, deixando com que a toalha caisse.
Zac a olhou com luxúria, o que não passou despercebido pela morena, que o beijou de forma selvagem e ardente, deixando-o louco por mais.
E assim foi feito.
Ao chegarem ao clímax do prazer, gritaram um para o outro a frase que, com certeza, mudaria suas vidas.
- EU TE AMO! – e caíram exaustos sobre o colchão.
Vanessa no peito de Zac e o mesmo a envolvendo com seus braços.

No dia seguinte, Vanessa acordara e se deparara com uma imensa bagunça. Roupas espalhadas pelo chão, o abajour em pedacinhos.
Olhou ao seu lado e nada encontrou. Sentou-se com as mãos na cabeça, pensando na loucura que havia cometido. Ora, apaixonada por seu sequestrador¿ Isso era masoquista e, com certeza, doentio.
Era loucura! E metade de seu coração dizia que ele queria apenas o seu dinheiro, nada mais. Porém a outra metade estava eufórica como uma adolescente em seu primeiro encontro, a outra metade estava perdida e irrevogavelmente apaixonada por Zachary Efron, e estava apavorada com esse sentimento.
Cobriu-se com o lençol e levantou-se, separando uma roupa e indo até o banheiro enrolada com o mesmo. Olhou-se no espelho e arregalou os olhos com sua imagem. Seu cabelo estava todo bagunçado, com os fios revoltos pelo rosto. Tinha leves olheiras abaixo dos olhos. E em seu pescoço haviam marcas vermelhas de chupões. Foi até o boxe e começou a tomar banho, com os olhos de Zac em seus pensamentos.
Saiu do banho, pegando a roupa que havia separado e vestindo-a. Escovou seus dentes e penteou os cabelos, se olhando no espelho. Não estava tão mal assim.
Respirou fundo e saiu. Foi até a sala, mas nada encontrou, foi até a cozinha, e não havia ninguém.
“Ah, o que eu pensei¿ Fui apenas uma brincadeira para ele”, pensou.
E foi assim, com lágrimas nos olhos, que sentou no sofá, passando os canais da TV. Não havia nada interessante.
Desligou a TV e foi até a cozinha. Olhou pelos armários e viu que não havia nada.
Olhou um dinheiro em cima da bancada.
Havia um bilhete.
 "Vanessa, uma senhora chamada Renée irá até aí. Dê o dinheiro a ela, pois ela fará as compras da casa.
Zac."
Olhou em volta e foi até a porta. Estava destrancada. Pegou o dinheiro e saiu.

XxX
Zac entrou em casa cansado e irritado. Tentou falar com seu chefe, mas só o que conseguiu foram as cantadas idiotas da “secretária” dele. Como se fosse trocar a mulher maravilhosa que, provavelmente, o esperava por uma vadia qualquer.
Ohou em volta, procurando “sua morena” em algum canto da casa. Foi até o quarto, banheiro, sala e cozinha. Nenhum sinal dela. A chamou alto e não obteve resposta. Voltou a cozinha e observou que o dinheiro que havia deixado sumira. Arregalou os
olhos e, inconscientemente, as lágrimas vieram a tona, preenchendo as grandes esmeraldas azuis.
Vanessa o havia deixado! Na primeira oportunidade, o abandonou. E ele confiara nela! Ela não tinha o direito de fazer isso!

--*--
Atenção: O roteador da minha casa quebrou. Então estou usando o computador principal, que já é velho e chato. E nem está no Windows 7, mas ainda serve. Hoje passei minha pasta de fanfics para cá, porém, está com essas linhas aí que não dá pra apagar e aqui, no pc, está cheio de quadradinhos!
Alguém sabe como resolver?
De qualquer forma, desculpem-me por isso.
Tá aí o capítulo. Ambos, como já devem ter percebido, com sentimentos um pelo outro. Pois é, e a Vanessa? Ela volta ou ela foge?
E eu fiquei meio receosa em fazer a cena da primeira vez deles, porque aqui no blogger, todos podem ver e, bom, não sei se ficou bom, mas tentei amenisar. Vocês gostaram?
Beijos...
E o ganhador da enquete foi... Josh Hutcherson. Então querido Josh, você vai ser o chefe do Zac.
Vamos conhecê-lo no proximo capítulo, eu acho.
Mas agora vou me empenhar em fazer uma nova capa pra essa fic.
Ocorreu um erro neste gadget